EMBAIXADA DA GUINÉ EQUATORIAL EM PORTUGAL

O Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa,  ofereceu um jantar na Cidadela de Cascais aos Chefes de Estado e de Governo presentes em Portugal para a Conferência dos Oceanos da ONU 2022.

Esteve presente o Presidente da República  e Chefe de Estado da Guiné Equatorial, Sua Excelência Obiang Nguema Mbasogo, que chefia uma Alta Delegação que participa na referida Conferência.


Na Cidade das Mil Colinas, no coração da Floresta Costeira Equatorial Atlântica, servido pela autoestrada do Nordeste, o Hotel Nsok Nsomo espera por si

https://www.hotelnsoknsomo.com/

12 de Outubro de 1968 - 53 anos de Independência

Culturas milenares habitaram, durante séculos, os territórios da República da Guiné Equatorial. Os primeiros europeus a chegar foram os portugueses, que exploraram o Golfo da Guiné entre 1471 e 1474. A ilha de Bioko foi baptizada como “Ilha Fernando Pó” em homenagem ao seu descobridor. Mas, desde então e durante décadas, a zona será um dos principais palcos do maior crime sofrido pelo continente africano: o tráfico de escravos. Milhares, milhões de seres humanos foram capturados, tanto na ilha como no interior do continente, retirados aos seus povos e famílias, e transportados como animais por esta zona marítima, para serem vendidos na Europa e na América.

Ler mais »

42º Aniversário do Golpe da Liberdade

O Tenente-Coronel magnânimo e humanista que, quatro anos antes, mandou libertar da cadeia e do caminho para a execução, por espionagem, um aventureiro português que naufragou o seu caiuco nas praias de Malabo, após uma tempestade, foi o mesmo que, em 1979, com um grupo de oficiais saídos da Academia Militar de Saragoça, finalmente achou demais a destruição, o caos e o niilismo do regime de Francisco Macías.

Ler mais »

A Guiné Equatorial, com a assistência técnica das Nações Unidas, organiza diálogos nacionais em preparação para a Cimeira dos Sistemas Alimentares das Nações Unidas

A Guiné Equatorial organizou, a partir de sexta-feira 30 de Julho, com o apoio do Sistema das Nações Unidas no país, três sessões de diálogos nacionais para preparar a sua participação na próxima Cimeira Mundial sobre Sistemas Alimentares, convocada pelo Secretário-Geral da ONU para Setembro, em Nova Iorque.

Ler mais »

Resolução 260 (1968) das Nações Unidas

6 de Novembro de 1968, dia em que foi içada a bandeira da recém-criada República da Guiné Equatorial, representada oficialmente na cerimónia por Don Saturnino Ibongo Iyanga, na presença do Secretário Geral U Thant.

Ler mais »

27 de Setembro
Dia Mundial do Turismo

A Guiné Equatorial está à sua espera

 





A passo de tartaruga, lento, mas seguro