Home » A Guiné Equatorial erradica a doença do sono

A Guiné Equatorial erradica a doença do sono

Publicado em 8 de julho de 2022 às 17:25

A Guiné Equatorial eliminou com sucesso a tripanossomíase humana africana, também conhecida como doença do sono, tornando-se o quinto país africano a fazê-lo, anunciou em Junho a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A tripanossomíase humana africana devida ao Trypanosoma brucei gambiense, conhecida como "doença do sono", é causada por parasitas transmitidos por moscas tsé-tsé-tsé e é endémica em 36 países da África subsaariana. Sem tratamento, a doença é considerada letal.

A incidência global da forma gambiana da doença, que representa 95% dos casos notificados, diminuiu consideravelmente neste século. Em 2021, foram notificados 750 casos em onze países endémicos, uma redução de 95% no número de casos em relação ao número de 2001 (26.095 casos).

A Guiné Equatorial junta-se ao Benin, Costa do Marfim, Togo e Uganda na lista de países que eliminaram com sucesso a doença.


«   »