Home » O processo de vacinação contra Covid-19 começa em Malabo

O processo de vacinação contra Covid-19 começa em Malabo

Publicado em 12 de fevereiro de 2021 às 20:17

Em face da incidência da Covid-19 em Malabo, o processo de vacinação da população começou hoje no Centro de Programa Ampliado de Vacinação e no Hospital La Paz de Malabo, após o Vice-Presidente da República, Teodoro Nguema Obiang Mangue, se ter tornado o primeiro equatoguineense a receber, ontem, a vacina chinesa Verocel, que foi entregue quarta-feira no Aeroporto Internacional de Malabo. O gesto de Nguema Obiang Mangue traduz-se como um apelo à população equatoguineense para que se proteja do Coronavírus.

O objectivo desta primeira fase de vacinação é abranger as pessoas que estão mais expostas, e aquelas com maior risco de ter uma doença grave ou morrer por Covid-19.

Alfredo Abeso Nvono Onguene, Secretário de Estado da Defesa, o primeiro a ser vacinado esta sexta-feira, afirmou que tem uma boa impressão: “Estou convencido que a vacina é o melhor meio de prevenção contra a Covid-19, a vacina não provoca qualquer dano, não me causou qualquer reacção desde que fui vacinado”. Aos 78 anos, diz acreditar que a vacina o protegerá contra a pandemia, e convidou as pessoas da sua idade a vacinarem-se para protegerem a própria vida e a dos outros.

María Silvia Angue, médica e integrante da comissão de vacinação, afirmou que “hoje começámos em Malabo, e iremos ampliar para os postos de saúde, e será implementado também o sistema avançado de vacinação. Por exemplo, vamos aos ministérios, para evitar que as pessoas se amontoem nos hospitais”.

A vacina é uma arma de combate à COVID-19, e é uma medida de protecção, destacou o Vice-Ministro da Saúde, mas não é um instrumento determinante para erradicar a doença. Para isso, voltou a lançar um apelo aos habitantes para que continuem respeitando as medidas preventivas.

 


«   »