Home » Guiné Equatorial, primeiro país africano a receber a vacina chinesa da Sinopharm

Guiné Equatorial, primeiro país africano a receber a vacina chinesa da Sinopharm

Publicado em 10 de fevereiro de 2021 às 19:20

A Guiné Equatorial é o primeiro país africano a receber a vacina contra a COVID-19, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinopharm. Coincidindo com o 50º aniversário das relações bilaterais entre a República Popular da China e o Governo da Guiné Equatorial, o país receberá uma doação desta vacina que atende aos padrões internacionais estabelecidos pela OMS e às directrizes de avaliação clínica para vacinas preventivas da COVID-19, emitidos pela Administração Nacional de Produtos Médicos da China.

A Comissão Técnica concluiu os trabalhos para o correto recebimento, transferência e armazenamento das vacinas e foi aprovado o Plano Nacional de Introdução da Vacina Anti-COVID-19, que inclui elementos organizacionais, estratégicos e prioridades para grupos populacionais (profissionais de saúde, grupos vulneráveis e de risco, com patologias associadas, pessoal de segurança e funcionários públicos com um alto nível de exposição). É um plano no qual os diferentes departamentos governamentais têm participado para garantir a sua capacidade multissetorial.

Com esta primeira doação, será implementada a primeira fase do plano de vacinação, em que 4% da população-alvo será vacinada; especificamente, pessoal de atendimento clínico directo a pacientes, pessoas com alto risco de mortalidade devido ao COVID-19 e pessoal que trabalha nos pontos de entrada no país e em contacto com viajantes.

O processo de imunização será realizado gradualmente, como vem sendo feito a nível internacional. O objectivo do Governo da República da Guiné Equatorial, da Comissão Política e da Comissão Técnica Nacional é obter a imunização da maior percentagem da população, optimizando o seu bem-estar e saúde.

https://www.guineaecuatorialpress.com/noticia.php?id=17057#

 


«   »