Home » Apesar da recente tragédia, Guiné Equatorial solidária com São Tomé e Príncipe

Apesar da recente tragédia, Guiné Equatorial solidária com São Tomé e Príncipe

Publicado em 15 de março de 2021 às 11:02

Apesar da tragédia que se abateu sobre a cidade de Bata, no passado Domingo, dia 7, a Guiné Equatorial é solidária com São Tomé e Príncipe, enviando um navio com um carregamento de oxigénio de uso hospitalar, para salvar vidas no hospital central Ayres de Menezes em São Tomé.

Cinquenta botijas de oxigénio foram entregues pelo embaixador da Guiné Equatorial em São Tomé à Ministra dos Negócios Estrangeiros Edite Ten-Jua. A ajuda, que vem suprir carências de oxigénio no hospital Ayres de Menezes, resulta de um SOS lançado pelo Governo santomense.

Desde 2019 que a unidade de produção de oxigénio do hospital Central Ayres de Menezes, instalada em 2016 pela cooperação japonesa, deixou de funcionar, devido a ter sofrido uma avaria.

A unidade de produção de oxigénio do Hospital Manuel Quaresma Dias da Graça, na ilha do Príncipe, também instalada no ano 2016 pela cooperação japonesa, era a única fonte de fornecimento de oxigénio para o hospital central em São Tomé.

Príncipe emprestou a peça da sua unidade de produção de oxigénio, e agora é abastecido com o oxigénio oferecido pela Guiné Equatorial. A Ministra dos Negócios Estrangeiros Edite Ten-Jua anunciou, no porto de São Tomé, que parte das botijas de oxigénio que chegaram da Guiné Equatorial vai ser enviada para a ilha do Príncipe.


«   »